A experiência 4.0 do consumidor em Bares & Restaurantes

Lembro quando era pequeno, indo ao Restaurantes com meus pais e avós, eles sempre frequentavam as mesmas mesas dos mesmos restaurantes. Gostavam de conversar com os garçons, conheciam os cardápios quase imutáveis de cor, e pagavam as contas em cheques, afinal quem pagaria uma conta em sei lá quantos milhares de Cruzados Novos ou Cruzeiros, em dinheiro vivo?.

Ao longo do tempo, muito desta fotografia tem mudado. Cada vez mais restaurantes surgem novos restaurantes, cardápios não duram mais que uma breve temporada, e garçons, bem, estes cada vez são menos frequentes.

Sim, novas gerações surgiram com novas demandas, e cada vez mais a experiência do usuário no setor de Food Service, vem mudando.

Hoje, com a vida mais moderna — às vezes mais agitada — cada vez mais os consumidores buscam por agilidade e praticidade. e as novas gerações encontraram naquele antigo cenário, várias arestas.

Resolver arestas é a função principal da tecnologia.

Buscar soluções que ajudem os consumidores a terem uma melhor experiência em suas visitas aos Restaurantes, é tarefa importante e que tem sido almejada por algumas FoodTechs.

Antes, os garçons conheciam meus pais e avós, pelo nome, hoje, garçons — que muitas vezes são temporários — não conseguem traçar um perfil daqueles consumidores que estão à mesa para poder oferecer um produto especial e fazer uma venda casada ou um upselling, aumentando o ticket médio daquela operação.

Neste momento, a tecnologia, através do CRM — Customer Relationship Management, através de um programa de fidelidade que atraia os consumidores a “entregarem” seus dados em troca de benefícios — pode muito ajudar este estabelecimento a vender mais.

Outra aresta muito comum, nos dias atuais, é a questão do pagamento.

Em muitos restaurantes, principalmente estes executivos — de dia de semana — é capaz que você almoce em 30 minutos e fique aguardando o pagamento outros 20, seja na mesa ou mesmo na fila. Isto é ruim para os dois lados, seja para o consumidor que fica ali esperando, inutilmente, ou para o Restaurante que fica com a mesa bloqueada, perdendo giro.

Um sistema de pagamento mobile, através do celular do cliente, interligado a operação, é hoje algo “simples” e que pode aumentar bastante, o giro pro restaurante, a comodidade para o cliente, a segurança — evitando circulação de máquinas, dinheiro e golpes — e, também, auxiliando no CRM e programa de fidelidade.

Avançando um pouco mais, os sistemas mobiles também podem incluir o pedido dos consumidores, interligados diretamente a cozinha do estabelecimento,

Auxiliando o horário de pico, reduzindo a equipe de garçons, e garantindo um conforto a mais para seus consumidores, fora que evita erros e diminui desperdícios, por consequência.

Com isto, cardápios podem ser analisados com informações mais precisas, fotos e até mesmo vídeos, dando as informações que os consumidores precisam, além de sugerir vendas, e mais, ser um passo para agendamentos de pedidos ou mesmo, pedidos de delivery externos ou “para levar”.

Assim, a tecnologia está cada vez mais presente no dia-a-dia dos consumidores e frequentadores dos Bares & Restaurantes, trazendo além de comodidade, maior segurança e praticidade aos proprietários dos estabelecimentos.

Mas, nenhuma transformação digital se faz “da noite para o dia”, e muito menos sem a análise dos 3Ps, sim, processos, pessoas e programas

— conheça um pouco mais deste método em nosso material ou, mande um inbox para falarmos mais a respeito.

Bons Negócios!

Marcio Blak, ajudando o mercado de software de food, varejo & franquias a crescer.

+20 anos de experiência em gestão empresarial —Especialista no mercado de Tecnologia com forte viés na Transformação Digital do Food Service, Varejo & Franquias

+20 anos de experiência em gestão empresarial —Especialista no mercado de Tecnologia com forte viés na Transformação Digital do Food Service, Varejo & Franquias